segunda-feira, 8 de agosto de 2011

________entre pessoas


Vejo as pessoas e percebo o mundo que carregam consigo. O que me separa delas é esta janela que se impõe e acaba por nos afastar assim, de quem é tão próximo, por condição.
As pessoas são uma parte de mim que desconheço, porque acabo me afastando também - eu que, muitas vezes, gosto de pensar em mim como alguém sem muralhas ao redor. Entediante, implacável hipocrisia. Sou apenas mais um ser humano de coração vadio e pensamento desatento ao que deveria estar tão presente em mim. Por uma simples questão de  humanidade.
Nós - todos nós- temos o defeito de nos negarmos ao outro, envoltos em uma casca daquilo que temos por ideal mas que, na maioria das vezes, não passa disso.
Vejo as pessoas e não consigo dimensionar a dor que carregam em si.
As pessoas me veem e seguem.
A maioria de nós vagueia pelo próprio deserto interior.

________________________________