domingo, 25 de abril de 2010

________dentro



...

Continuo olhando para mim e vendo adiante, como se o imenso espelho existisse apenas para além do agora.
Prossigo e insisto,nada é mais real que os passos que são dados através do tempo - este que dissipa o manto de noites e dias crispados da cólera de viver.
Explode o sonho e já sou o talvez.
Algumas letras escapam e escrevem feito estrelas até que formem
constelações dentro de um poema que não fui eu que escrevi.
Permaneço.
O amanhã já está bordado na toalha de mesa.
E as canções já foram escritas pelo próprio som.

...

A.

_____________imagem: valentina

Nenhum comentário: