quarta-feira, 17 de novembro de 2010

____caleidoscópio,pensamentos soltos


...

Um mês sem deixar minhas letras por aqui. Escrevi cartas,  li alguns livros, viajei, voltei. Sou eu mesma e também um pouco diferente.
Sorridentes mutações as nossas, já que aprendemos a nos modelar todos os dias.
Quantas cabem em mim?
Tantas e tão poucas, quase nenhuma, até, por vezes. Porque há uma mudança também em meu próprio espaço interior. Porque, muitas vezes, eu mesma não consigo caber em mim.
No entanto, não me faço mais tantas perguntas acerca do mundo que existe dentro das pessoas: aprendi a intuir sobre elas e penetrar-lhe os sentimentos, com naturalidade e com afeto verdadeiro.
Não...as perguntas que me faço está agora ligadas ao infinito que mora em mim, na essência que veio do escuro - luminoso... sou uma centelha e ainda me abstenho de desistir.
Minha força é a palavra que mora por aqui e sai de férias para que eu possa arejar a casa.
E, quando não consigo caber em mim, danço com minha poesia, pelas ruas de pedras úmidas de que me lembro de algumas noites...aquelas em que chove e depois, ressurge no céua  lua, imensa e bela.
Um sinal de prata pra se navegar.
...
É isso.
...
__________imagem: blog do João Bosco

2 comentários:

Paulo Braccini disse...

de quando em vez temos mesmo q dar esta pausa para retomarmos nossos caminhos ... isto é importante ... feliz com o seu regresso pois já sentia saudades ... vc é importante aqui em Blogsville ...

bjux

;-)

Aglaé disse...

obrigada Braccini***
:-]