sexta-feira, 19 de setembro de 2008

______minha leitura de mim


Da janela do meu quarto avisto o sudoeste e costumo saber se vem uma chuva forte ou mais frio - é mais um pouco do que adivinhação, mais que intuição; aprendi a "ler" o céu ali, naquele canto.
E tem estado assim, nos últimos dias. Um restinho insistente de sol e o cinzento vindo, aos poucos, trazendo esse vento frio e a garoa.
.
Hoje, minha alma também ficou assim. E lá vou eu de novo tentar pintá-la com cores sobre o cinza.
No fundo, acredito que cada um de nós procura certas decepções que de fato vêm. Nada de mais. Apenas a vida acontecendo e o resultado de minhas escolhas diante de mim, atravessando meu caminho. O céu cinzento e o vento frio. Dói. E dói como antes doeram muitas garoas e ventanias. Mas vou seguindo. E sigo bem.
___________________________________________________________
imagem: de minha câmera

Nenhum comentário: