sexta-feira, 26 de setembro de 2008

_______mentiras



A mentira me faz sentir assim. Detesto quando percebo que alguém está subestimando minha inteligência. Quem gosta,afinal?
A sensação é parecida com aquela que se tem quando, num sonho, a gente se vê totalmente despido e exposto assim, publicamente,ou, ainda, quando está sentado em um vaso sanitário para fazer as necessidades fisiológicas enquanto as pessoas passam para lá e para cá.
Quem já teve sonhos assim sabe do que falo.É esmagadora a sensação de insegurança,de não ter chão.
É como me sinto, mais ou menos como me sinto quando percebo que alguém mentiu para mim, alguém a quem amo muito e em quem confio.
Por incrível que pareça, no entanto, o que mais dói é a sensação de não se poder mais confiar, acreditar naquele que mentiu.Isso é terrível.
Gera uma insegurança muito grande.
___

Ando, aqui dentro de mim, de um lado para outro em uma sala circular repleta de portas - tal como Alice antes de suas aventuras.Quando a credibilidade de alguém a quem amamos muito está em jogo sentimo-nos culpados.
É isso.Sinto culpa.
Se mentiu para mim,deve ter achado que eu não aguentaria ou não poderia saber a verdade.
A sala é um círculo.Em que porta entro?Como trabalhar o recomeço dentro de mim?
Relações são complicadas.E são uma escola.
Ainda estou no Maternal.
É isso.
A.
_____________________________
imagem: do site dos médicos da alegria, desconheço a autoria

Nenhum comentário: