quarta-feira, 12 de maio de 2010

_____ ir



E, de novo, a sensação de que comprei passagem só de ida. É assim que acontece. É assim que aconteço: ideias e sensações dançam em mim, aqui e ali, feito estalos. Às vezes, são fogos de artifício,outras parecem mais como uma estrela cadente - que de tão decadente se perdeu no mar do infinito.
É isto: estou indo e por lá fico [seja lá onde for].
Bebo um gole. É café com leite, meio-amargo, e serve para me dar aconchego.Mas a maior parte de mim está lá fora, mirando a linha do horizonte e sorrindo para o mar.
Vazio é o beijo que repousa em uma lembrança viva, aqui dentro, mas repleto é o momento em que me lanço - só pelo prazer - querer, ser - de somente ir.

A.

_____imagem: srv.[onephoto.net]



5 comentários:

Angela disse...

eu não sei se cabe aqui, mas lendo sobre a passagem de ida, me veio a fresco na mente um livro que li, "Estação Desembarque".
Há uma Angela, antes, e outra, depois dessa leitura.
A vida é mesmo isso, a gente compra a passagem sem volta, e vai...
É urgente, sempre ir.

beijos!

Aglaé disse...

cabe sim, Angela
.


beijos

Paulo Braccini disse...

a Vida se torna plena e abundante quando nos lançamos nos momentos pelo prazer ... simples assim

bjux

;-)

Aglaé disse...

simples assim, Braccini
beijo*carinho

Paulo Braccini disse...

obrigado por seu carinho de sempre querida Aglaé ...

@_@