segunda-feira, 3 de novembro de 2008

________anotações



Mais de uma da manhã. A cidade está aí, mergulhada na noite úmida.É madrugada fria para primavera, mas arde aqui dentro a mesma e intensa incógnita que se registra em mim há dias. Um cheiro forte de mudança pelo ar e eu despetalando uma flor para, quem sabe, dar conta de meus anseios por aqui.No mais, o ruído sensato e exato do relógio a me pedir para ir dormir. Não sei o que vai dar, porque não é jogo de "bem-me-quer/mal-me-quer". São apenas umas dúvidas minhas.

A._________________________________

imagem:manuela viola

2 comentários:

Luís Santana disse...

Bem me quer, se mal não me quiser.
Bem te quero, pois mal jamais pra Ti vou querer.

Su disse...

Amo-te d+...